sábado, setembro 05, 2015

Ciao!!!




Alerta família Bridgerton disparou, dançou, sambou e quase criou uma confusão em casa.
Quando o livro chegou, eu estava terminando outro. E #MadreHooligan pegou antes de mim.
Resultado: sofri. Com todos os quase spoilers que ela deixou escapar.  Na verdade, só não escapou porque eu lembrava o tempo todo que não queria saber nada.
Ah, sim, ela ficou cismada com a teimosia da Francesca. Já eu achei que fez sentido (mas que ela foi meio devagar em perceber o óbvio ululante).

O conde enfeitiçado – Julia Quinn – Editora Arqueiro (Os Bridgertons 6)
(When He Was Wicked - 2004)
Personagens: Francesca Bridgerton Stirling e Michael Stirling

Francesca se casou por amor com John e vivia feliz como a Condessa de Kilmartin. A maior preocupação dela era dar um jeito de que Michael, o primo praticamente irmão do marido, também encontrasse alguém que o amasse. Isso, claro, depois de convencê-lo a deixar de ser o Devasso
Alegre da corte. No entanto, uma tragédia mudou o curso da vida de todos. John morreu subitamente, deixando ambos afogados na dor da perda. E no caso de Michael, era ainda pior: ele era apaixonado por Francesca e sabia que nunca poderia trair a confiança do primo, nem mesmo depois da morte dele.

Comentários:

- Ao contrário do clima notadamente alegre e descontraído dos livros antecessores na série, este tem um tom de melancolia pairando em parte da história. Somos apresentados à dor de Michael, o conquistador acostumado a ter quem quisesse e a viver relacionamentos pecaminosos e “indecentes”. O Devasso Alegre que deixava a sociedade encantada e apaixonada com suas histórias. Pois bem, ele se apaixonou perdidamente pela única mulher que não poderia ter. Francesca Bridgerton. A noiva
do primo, John, praticamente seu irmão e futura condessa de Kilmartin.

- É uma paixão tão profunda que chega a doer nele – e a Julia Quinn faz a gente sentir a dor junto. Afinal de contas, ele é uma testemunha do amor entre Francesca e John e sofre cada vez que a vê, que ela o toca e que faz brincadeiras e provocações, além de lembrar de que ele precisa se casar. Ele não quer mais ninguém. E como não é o herdeiro nem precisa se preocupar em ter alguém. Mas em um dia aparentemente normal, John morreu. Teve uma dor de cabeça, foi dormir um pouco e não acordou. Francesca e Michael ficaram devastados. Ela perdeu o marido com dois anos de casamento. Ele perdeu o primo-irmão e agora teria que assumir as funções do herdeiro de Kilmartin. Somado aos sentimentos por ela, Michael não aguentou a pressão e deixou a Inglaterra.

- Alguns anos depois, ele retorna da Índia. Enquanto esteve lá, trocou intensa correspondência com a mãe e a tia sobre as melhorias que Francesca realizava ao administrar a herança. Achou que a distância acalmaria o tumulto, o faria ter um propósito após um período turbulento. No entanto, o principal problema ainda existia: ele amava Francesca de todo coração. E não sabia lidar com isso. Vocês podem imaginar que, todo sentimento quanto mais represado, uma hora explode.

- Aí temos duas opções de reação de leitores. Se você for tipo #MadreHooligan, vai passar boa parte do livro resmungando que a Francesca é chata, lerda e sem noção, por não entender qual era o real
“problema” de Michael. Se você for tipo eu, vai passar boa parte do livro solidária ao sofrimento do moço e torcendo para que Francesca tire logo o pobre Michael da friendzone. Afinal de contas, ela decide que quer se casar novamente para realizar o sonho de ser mãe. E não espera encontrar o amor que viveu com John em outro homem. E se a chance de experimentar um amor diferente e intenso estivesse literalmente ao lado e ela não percebesse? Para isso, Francesca e Michael precisavam entender que não havia culpa em relação à morte de John e deixar a saudade tornar as lembranças doces, não amargas e revoltadas com desígnios do destino. Como diz a música: “Vamos viver juntos o que
há pra viver. Vamos nos permitir
”.

- Curiosamente, a segunda parte da trama ocorre de forma paralela ao desfecho de Os segredos de Colin Bridgerton e aos acontecimentos de Para Sir Phillip, com amor. Para minha tristeza, Benedict só é mencionado (quem aparece são as sra. Benedict, Sophie e sra. Anthony, Kate, além de Daphne e de Eloise – e até Hyacinth – dando palpites na volta de Francesca à sociedade depois dos períodos de luto e meio-luto). Mamãe Violet diva como sempre. Mas o mais divertido é ver Colin como a voz da sabedoria sobre o amor. Para quem lê a série desde o início é aquele momento fofo de “Quem te viu, quem te vê, seu fofo!!!”

Eis a lista completa da série Bridgertons, com o nome de cada protagonista.

1. The Duke and I (2000) - O Duque e Eu – Daphne Bridgerton e Simon Basset.
2. The Viscount Who Loved Me (2000) – O Visconde que me amava – Anthony Bridgerton e Kate Sheffield
3. An Offer from a Gentleman (2001) – Um perfeito cavalheiro – Benedict Bridgerton e Sophie Beckett.
4. Romancing Mr. Bridgerton (2002) – Os segredos de Colin Bridgerton – Colin Bridgerton e Penelope Featherington.
5. To Sir Philip, with Love (2003) – Para Sir Philip, com amor - Eloise Bridgerton e Sir Phillip Crane
6. When He Was Wicked (2004) – O conde enfeitiçado – Francesca Bridgerton Stirling e Michael Stirling
7. It's in His Kiss (2005) – Um beijo inesquecível - Hyacinth Bridgerton e Gareth St. Clair
8. On the Way to the Wedding (2006) – A caminho do altar - Lucinda “Lucy” Abernathy e Gregory Bridgerton
9. The Bridgertons: Happily ever afterE viveram felizes para sempre – epílogos para toda a família

- Links: Wikipedia; FantasticFiction; Goodreads autora, livro e série; site oficial da autora; mais sobre Julia Quinn no LdM.

Bacci!!!

Beta
Reações:

3 comentários :

  1. Oi, Beta!

    Sou como você, senti o peso da dor do Michael e torci para que eles se entendessem logo e acabasse o sofrimento. Julia Quinn é diva e maravilhosa! Pena que não pude nem chegar perto de sua passagem pelo RJ, mas fiquei feliz em saber que agora estamos no radar dela e que aqui no Brasil ela tem muitas leitoras ávidas por suas histórias maravilhosas.

    Não consigo segurar a ansiedade. Meu livro da Hyacint já está atravessando o oceano, via Wook diretamente para os meus braços! kkkkk Espero que a Arqueiro publique muito mais Julia Quinn, ainda temos muita coisa boa por vir!

    E você continua divando nas suas resenhas maravilhosas amiga! Parabéns!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Ai jesus socorro!
    Meu livro ainda não chegou e estou basicamente vigiando o carteiro do bairro todo dia xD
    Só conheci a saga esse ano, o que me rendeu devorar os cinco primeiros livros em pouco mais que uma semana, e ter altos surtos de fofura com o Collin que acabou sendo meu Bridgerton favorito (depois de Violet, mas ela é um nivel acima de qualquer coisa XD). Fiquei feliz por saber que ele irá aparecer na trama.
    Mas sinceramente estou ansiosa é pelo lançamento do livro de extras que tem o conto de como a Violet conheceu o marido.

    ResponderExcluir
  3. Ah, eu adoro romances em que há homens torturados pelos sentimentos que julgam ser impossíveis ou não-correspondidos pela mulher de seus sonhos. Mas eu amei esse amor de Francesca pelos dois primos. Lindo ! Ela sequer teria de alterar seu nome de casada ! Ouça, menininha: você não quis dizer "Francesca e Michael precisavam entender ..." ali em seu quarto parágrafo de comentários ? (mania de corretora !)

    ResponderExcluir