quinta-feira, março 05, 2015

Ciao!!!


O Grupo Editorial Record caprichou em março. Serão 25 lançamentos dos diferentes selos. Isso mesmo: 25! Tem suspense, tem fantasia, tem romance, tem crônica, tem série, tem livros sobre Roma Antiga, Renascimento e Grécia! Opções variadas! Fiz uma breve listinha aqui para deixar vocês com água na boca! Confiram!!!

A fazenda - Tom Rob Smith

Daniel acreditava que os pais aposentados levavam uma vida tranquila numa fazenda isolada na Suécia. Mas seu mundo vira de pernas para o ar ao receber um telefonema. “Sua mãe... ela não está bem”, diz seu
pai. “Ela anda imaginando coisas. Coisas terríveis. Ela teve um colapso psicótico e foi internada num hospital”.
Antes que Daniel consiga embarcar no avião para a Suécia, recebe outro telefonema, agora de sua mãe: “Tudo que esse homem falou para você é mentira. Eu não sou louca. Não preciso de um médico. Preciso da polícia… Me encontre no aeroporto de Heathrow”.
Dividido entre duas versões da mesma história, e indeciso sobre em quem acreditar, Daniel se torna ao mesmo tempo juiz e júri do relato desesperado da mãe, que traz à tona segredos do passado, mentiras e a possível conspiração para encobrir um crime que envolve o próprio pai. 


A urna sagrada - Bob Hostetler

Uma aventura inspirada em um achado arqueológico real e digna de Indiana Jones Como arqueólogo, cabe a Randall Bullock decifrar vestígios de civilizações antigas. Como marido, deve aprender a conviver com a morte da esposa. Como pai, Rand não sabe o que fazer. Seu relacionamento com a filha Tracy, de 19 anos, promete ficar ainda mais complicado quando ela é expulsa da faculdade e vai atrás dele em Israel.
Porém, trabalhar naquela região é cada dia mais perigoso e, ao ser designado para um novo local, Randall acaba precisando contar com a ajuda da bela oficial da polícia israelense Miri Sharon. Mas o verdadeiro
desafio ainda está por vir. Dois ossuários estão enterrados ali, e um deles contém um pergaminho que pode comprovar a ressurreição de Jesus Cristo. Forçado a encarar o poder dessa revelação histórica, ele deve confrontar suas próprias crenças — ou a falta delas — enquanto tenta evitar que as consequências de sua descoberta tenham uma reviravolta desastrosa.

A vidente - Barbara Wood

Um dom misterioso leva uma jovem aos confins do mundo
Roma Antiga: ano 54 da Era Cristã. A jovem Ulrika, de 19 anos, é assombrada por estranhos sonhos e visões. A fim de descobrir a verdade sobre seu passado e sobre seus estranhos poderes, Ulrika embarca numa perigosa viagem até a terra natal de seu pai, a Germânia. É lá que descobre sua vocação – o dom raro da clarividência.
Perseguindo seu destino, ela viaja para muito longe, da antiga Germânia até lugares exóticos como Síria, Babilônia e Pérsia. Pelo caminho, conhece sábios guias espirituais – homens, mulheres e espíritos – que lhe ensinam a habilidade de curar e proteger os outros. A viagem de Ulrika também a leva a conhecer o belo comerciante Sebastianus Gallus, que parte em uma jornada pessoal ao Extremo Oriente a fim de coletar riquezas para o poderoso imperador Nero. Ulrika precisará lutar para ficar com o homem que ama, cumprir seu destino e inaugurar uma nova era em Roma sob o reinado ameaçador de Nero.

Império (Vol. 2) - Steven Saylor
O Império Romano como nunca se viu. Continuação do épico iniciado em Roma.
O Grande Incêndio de Roma, a perseguição de Nero aos cristãos, os impressionantes jogos de abertura do Anfiteatro Flaviano. Império conta a história dos momentos mais dramáticos e definitivos da história de Roma. Através das escolhas e tentações que cada geração da família Pinário precisa enfrentar.
Pouco mais de cem anos separam as cinco gerações da família Pinário. É nesse período que Steven Saylor constrói sua fascinante saga, na qual os integrantes dessa família servem a diversos imperadores tentando
sobreviver às maquinações mortais da política da Roma Antiga.
Enquanto um membro da família se torna um brinquedo nas mãos da sedutora Messalina, outro se apaixona por uma virgem vestal. Um deles fica encantado por Nero e outro se torna integrante do estranho novo culto chamado cristianismo.

As mais belas histórias da Antiguidade Clássica: Metamorfoses e mitos menores (Vol.1) - Gustav Schwab

Uma obra que oferece ao leitor, em três volumes, uma ampla coletânea dos mitos gregos e romanos em versão romanceada

“Hoje, As mais belas histórias da Antiguidade Clássica permanece como leitura valiosa não apenas para adolescentes, mas também para adultos. Útil para quem procura um primeiro contato com os mitos da Antiguidade clássica (sem a aridez habitual aos manuais de mitologia), as narrativas são também lidas com grande prazer e curiosidade pelos já iniciados, pois é antes de tudo obra de valor literário intrínseco, além de qualquer função didática que possa ter.” - Paula da Cunha Corrêa.

No primeiro volume estão reunidos “Metamorfoses e mitos menores”, a começar pelo mito de Prometeu, o mito hesiódico das gerações humanas e os relativos às origens das tribos gregas. Além destes, as histórias dos argonautas, de Héracles e os heraclidas, Teseu, Édipo e a guerra de Tebas.

Garota Online - Zoe Sugg
Um romance sobre crescer e se apaixonar na era digital

Com o nickname Garota Online, Penny escreve um blog no qual desabafa seus sentimentos mais íntimos sobre amizade, meninos, os dramas do colégio, sua família maluca e os ataques de pânico que começaram a dominar sua vida. Quando as coisas vão de mal a pior, sua família a leva para Nova York, onde ela conhece Noah, um garoto lindo que toca guitarra, e com quem ela parece ter muito em comum.
De repente, ela percebe que está se apaixonando — e escreve sobre cada momento dessa história em seu blog, de maneira anônima. Só que Noah também tem um segredo, que ameaça arruinar o disfarce de Penny para sempre.   

Mindfulness: O livro de colorir - Emma Farrarons

O livro de colorir antiestresse para pessoas ocupadas
Este livro lindamente ilustrado está repleto de cenas belíssimas e padrões intrincados e sofisticados que o convidam a meditar sobre uma obra de arte enquanto serenamente preenche as páginas com cores.
Basta tirar alguns minutos do dia — onde quer que se esteja — e colorir com paz e tranquilidade. Com este livro, o leitor acabará com a ansiedade e o estresse através do simples ato de colorir. 


O sétimo filho - Joseph Delaney
Livro que deu origem ao filme estrelado por Ben Barnes e Jeff Bridges
Em um mundo dividido entre luz e trevas, John Gregory, o CaçaFeitiço, é o sétimo filho de um sétimo filho e mantém uma cidade do século XVIII relativamente bem e longe dos maus espíritos. No entanto, ele não é mais jovem, e suas tentativas de treinar um sucessor foram todas malsucedidas — os pouquíssimos que terminaram o aprendizado são medíocres ou fracos ou covardes, e não se igualam a ele. Sua última
esperança é um menino chamado Thomas Ward, também sétimo filho de um sétimo filho. De alguma forma, Thomas terá de aprender a exorcizar fantasmas, deter feiticeiras e amansar ogros que surgem sempre que o sol se põe. Seu primeiro desafio será grande: ele terá de enfrentar Mãe Malkin, a mais terrível e poderosa feiticeira do Condado.



O Tom Ausente de Azul: Uma Aventura Filosófica - Jennie Erdal
Um romance filosófico surpreendente. Um retrato tocante, inteligente e espirituoso da implacável condição
humana moderna.
Viajando a Edimburgo a trabalho, o francês Edgar Logan prevê uma temporada de iluminação e tranquilidade. Já na Escócia, Edgar conhece por acaso Harry Sanderson e sua cativante esposa, a artista Carrie. A partir daí, sua vida meticulosa passa por um turbilhão, e a viagem que se pretendia estritamente profissional ganha uma carga dramática à qual Edgar nunca se vira acostumado — na verdade, sempre evitara.
Atraído pelo casamento conturbado dos Sanderson, Edgar deve enfrentar seus medos mais profundos e seu crescente interesse pela encantadora Carrie. Quanto mais ele descobre os muitos segredos dessa família, mais a viagem ganha ares de thriller. Edgar não é mais o mesmo homem: o turbilhão (do qual ele não sabe quando nem como sairá) já lhe deixou marcas indeléveis. Logo nele, que parece querer passar pela vida sem deixar assinatura.

Sua última duquesa - Gabrielle Kimm

Gabrielle Kimm dá vida às paixões e aos habitantes de Toscana e Ferrara no século XVI

Seduzida pelo sol ardente e pelas paixões ofuscantes da Itália Renascentista, a jovem Lucrécia de Medici, de 16 anos, vê uma vida dourada estendendo-se à sua frente. Seu marido muito rico escolheu-a como esposa, e o grande castelo dele em Ferrara vai ser o seu playground.
Mas Alfonso d’Este, Duque de Ferrara, rapidamente se mostra tão perigoso e misterioso quanto é moreno e bonito, e as paredes de pedra do castelo parecem fechar-se em volta de Lucrécia como os muros de uma prisão. Apenas a amante do duque, Francesca, parece capaz de domar sua fúria crescente, enquanto sua necessidade desesperada de produzir um herdeiro o faz cair numa obsessão delirante. Com a cabeça cheia de sonhos desfeitos, Lucrécia foge dele por um caminho perigoso que pode lhe custar muito caro.

The pointless book: Um livro sem noção - Alfie Deyes
Um livro divertido, acompanhado por um aplicativo gratuito

Este é um livro sem noção, cheio de diversão e desafios: assar um bolo na caneca; criar uma cápsula do tempo; fazer desenhos insanos; escrever um diário sobre uma semana da sua vida; aprender origami etc.
Totalmente ilustrado e com uma série de jogos, atividades e brincadeiras, Alfie desafia você a completar seu diário e a não fazer praticamente nada com orgulho.
Deyes é um vlogger inglês de 21 anos. Com seus vídeos bem humorados, ele tem 3 milhões de assinantes em seu canal no YouTube, 2 milhões de seguidores no Instagram, 2 milhões no Twitter e 1,7 milhão
no Facebook.





Estes são alguns dos lançamentos de fevereiro. Confira as novidades e notícias no site oficialno FacebookTwitter e Instagram do Grupo Editorial Record.

Bacci!!!

Beta

quarta-feira, março 04, 2015

Ciao!!!


Chegamos em março! Fim do verão, início do outono, das "chuva das goiabas" (será que vem?), Dia de São José, Quaresma... E mês da mulher!

Devemos ser divas, sempre!

 

Se alguém tentar irritar, não sinta vergonha de despachar a criatura

Especialmente se vier com a lenga-lenga de "você lê isso aí?"
*Dãããã... Mentalidade ultrapasssada!!!*

Um Lynne Grahan atrai muita gente...

... Dois Lynne Graham atraem muito mais...


Três Lynne Graham fecham quadrilogia das Irmãs Marshall e os fãs querem mais!



 "LERIGO!"

Duas histórias da Melanie Milburne


 
E tem Sarah Morgan e Leanne Banks (sequência de Noiva de Momento)

"I'm just a girl, my apologies"


E também tem dose dupla de Rebecca Winters!!!

E outro da Kate Hoffmann, no selo Flor da Pele

*Pausa para a saudável apreciação da capa*

Feliz Mês das Mulheres!!!!

Confira todos os lançamentos (e promoções!!!) e o site da Harlequin Brasil

Bacci!!!

Beta

domingo, março 01, 2015

Ciao!!!


Não sei se acontece com todo mundo, mas com esta leitora compulsiva (e blogueira por tabela) é comum: bater o olho na capa de um livro e, sem precisar de mais informação, decidir que quer ler. Que precisa ler.
Por algumas razões vistas na capa, eu sabia que este livro me interessaria e que eu gostaria de ler.
Bingo, intuição literária, ponto para você!

Leonardo Astrólogo: O jogo de símbolos na Santa Ceia – Pedro Tornaghi – Bertrand Brasil
(2014)

“ - Em verdade, eu vos digo, um de vós me traiu”.
O anúncio de Jesus caiu como uma bomba e seus 12 apóstolos reagiram prontamente.
CLIC. Foi como se Leonardo da Vinci tivesse congelado a reação de cada um deles à notícia. E para retratá-los buscou referência nos perfis de cada um dos 12 signos do zodíaco, como se todas as representações possíveis de temperamentos, personalidades humanas coubessem neste universo, daquela ceia, que seria a última.

Este lançamento de fevereiro da Bertrand Brasil, me atrai por dois motivos. O primeiro, óbvio, Leonardo da Vinci, que é um dos meus musos inspiradores. Por isso, existem várias referências a ele no Literatura de Mulherzinha. Desde o badalado Código da Vinci, que também elabora uma teoria envolvendo o quadro, até o A vida secreta de Mona Lisa, que se dedicou a entender a personagem retratada pelo mestre renascentista. 

O segundo motivo é que a Astrologia me interessa. Gosto dos perfis que são traçados a partir das características de cada signo – nada da previsão generalista de jornais. É uma forma encontrada – dentre outras tantas – para tentar catalogar e explicar este universo formado pelas possibilidades de manifestação de humanidade. Sem contar que, em alguns casos, é uma forma ótima de engrenar uma conversa. Ou como gosto de usar no Literatura de Mulherzinha, critério para justificar porque gostei ou não de um livro ou de personagem (blogueira escorpiana mal humorada, chatinha e exigente com um ascendente geminiano falador e prolixo).

Então, se você for como eu, o livro é um parque de diversões. O autor realizou uma extensa pesquisa para justificar os argumentos. Ele detalha os aspectos citando desde a trajetória de vida de cada apóstolo, o comportamento deles explicado sob o viés da personalidade astrológica, elementos simbólicos relacionados a ele (independente de estarem citados explicitamente no quadro). E isso nos leva a descobertas interessantes – eu já tinha lido antes sob o simbolismo da águia, mas não sabia nada sobre o do cavalo e nem poderia imaginar tanto significado no sal. Outro detalhe é quanta análise pode ser possível a partir da forma como as mãos de cada um foram retratadas - tanto que isso é a análise básica que perpassa todos os capítulos: os mais expansivos, os mais reticentes, os mais vaidosos, os mais meticulosos, os mais cautelosos, os mais agressivos.


Um dos pontos interessantes que ele destaca é a divisão dos 12 signos em seis eixos formados pelos signos opostos e complementares - e que Leonardo da Vinci estão em lados opostos da mesa: Áries-Libra; Touro-Escorpião; Gêmeos-Sagitário; Câncer-Capricórnio; Leão-Aquário e Virgem-Peixes. E mostra o que um pode aprender com o seu complemento (signos do ar com fogo e signos da água com terra). Outro, que eu nunca havia pensado, é no quanto um signo “herda” do seu antecessor e “passa” ao seu sucessor. Em determinado ponto (creio que no capítulo de Aquário) ele cita que as soluções para o erro do signo estão sempre no perfil daquele que o antecedem. Achei algo a ser observado.

Para você identificar os apóstolos, da direita para a esquerda (forma como Leonardo escrevia): Simão (Áries), Judas Tadeu (Touro), Mateus (Gêmeos), Filipe (Câncer), Tiago Menor (Leão), Tomé (Virgem), João (Libra), Judas Iscariotes (Escorpião), Pedro (Sagitário), André (Capricórnio), Tiago Maior (Aquário) e Bartolomeu (Peixes). Todos foram divididos em trios, que representam os quadrantes clássicos da Astrologia, sendo que Cristo separa os seis primeiros, que revelam atitudes mais individuais, dos seis últimos que demonstram características mais coletivas e universais. A forma como a luz é distribuída, o quanto e quais partes dos corpos dos apóstolos estão iluminados ou na sombra, as cores, se eram jovens ou velhos, tudo isso é ressaltado pelo autor, formando um conjunto onde todos os detalhes fazem diferenças.

Não vou detalhar coisas que li, porque o livro tem 626 páginas e eu preciso publicar um texto que vocês leiam até o final, portanto, me permitam apenas um último comentário. Durante diversos momentos na leitura, aquele lado cético da escorpiana, turbinada pelo geminiano em modo menos festeiro, ficou pensando: “Mas será que Leonardo da Vinci pensou mesmo em TUDO isso ao realizar este mural por encomenda em Milão?” e “O quanto está mesmo ali ou quanto é o que a gente quer que esteja ali?”.

Bem, Leonardo era um homem à frente do tempo, com uma capacidade absurda de aprendizado em áreas diferentes: artes, músicas, engenharia, anatomia, cabia de tudo na cabeça dele. Nada mais natural que ele mesclasse – ou camuflasse – diferentes referências dentro de uma obra que seria vista por diferentes pessoas. Se foram todas as citadas neste livro (e provavelmente ainda deve ter outras lá, vide a teoria citada em Código da Vinci), não sei. Afinal de contas, nenhum de nós estava lá trocando ideia com ele. “Não, Leonardo, acho que você não deveria usar aquele tom de azul ali. Vai descascar...”

O fato é que uma obra sempre é aberta, por mais que o artista passe por todo um processo mental e criativo que resulte no trabalho, cada um a enxerga como bem entende, a partir de um repertório formado por tudo que a pessoa viveu, apreendeu e se interessou ao longo da vida. Ou seja, enquanto buscamos por uma verdade, que não será absoluta, nada contra aprender no caminho, né?


Bacci!!!


Beta

sábado, fevereiro 28, 2015

Ciao!!!


  
Diana Palmer achou um caminho finalmente que agrada a quem, como eu, tinha vontade de transformar em patê os ogros espinhosos dela e as parvas candidatas a mártires.
Sinceramente, gosto muito mais desta toada com tudo sem exagero.

Coração de Pedra – Diana Palmer – Rainhas do Romance 98
(Heart of Stone – 2008 – Silhouette Special Edition)
Personagens: Keely Welsh e Boone Sinclair

Keely era apaixonada desde sempre por Boone, o irmão mais velho, casmurro, sisudo de sua melhor amiga. Obviamente, ele a ignorava, sempre preferindo mulheres mais velhas, sexies e atraentes, como a noiva Misty. No entanto, Keely é convencida a ajudar Clark, o outro irmão Sinclair, a encobrir um namoro que Boone não aprova. E este é só o começo da confusão. Afinal de contas, temos inocente em perigo, sem saber porque, amores não correspondidos, sofrimento, traição e uma das forças policiais mais sexies do mundo literário. Afinal de contas, estamos em Comanche Wells, pertinho pertinho da nada bucólica e serena Jacobsville...

Comentários:

- Sim, temos a inocente sonhadora que sabe que não será correspondida, mas não consegue amar mais ninguém. Temos o homem mais velho, traumatizado pela vida e decepcionado com as mulheres interesseiras que sabe ser amado, mas não quer corresponder. Tem a mulher mais velha que quer o homem pra ela e não vai medir esforços para tirar possíveis rivais do caminho. E como estamos na região metropolitana de Jacobsville, temos o baile que reúne a comunidade e onde qualquer fato pode virar o assunto dos dias seguintes, temos mais homens mal humorados, temos a força policial mais amada, digo, valorizada pelos seus trabalhos para salvar o mundo e, claro, os vilões muito maus que não terão piedade se não conseguirem o que desejam.

- Keely é a mocinha digna de novela mexicana da vez. Abandonada pelo pai às portas da mãe alcoólatra e devoradora de homens, ela se comportava de forma discreta e até puritana. Desprezada pela mãe (em uma cena que dói, porque ninguém merece ouvir aquilo), ignorada pelo homem que amava – ao ponto de ele colocar a vida do cachorro de estimação em risco só por não acreditar nela –, ela trabalhava como técnica de veterinária em Jacobsville e se dava muito bem com os demais Sinclair, Winnie e Clark. Sendo bondosa e cordata, ela aceitou fingir que namorava Clark só para encobrir o verdadeiro interesse amoroso dele, uma garçonete que não era aprovada por Boone. O que salvaria Clark, mas a colocaria na linha de tiro dele, que não costumava ser gentil com quem ele não gostava. Todo mundo abusa da boa vontade da garota, que realmente é uma boa alma, dedicada ao bem e ao próximo. Mas segura as lágrimas porque a jornada de penitência e sofrimento dela está só no começo. Keely e a mãe estavam em sério perigo, ameaçadas pelo pai, que tinha se envolvido com pessoas muito erradas que não hesitariam em matá-las.

- Não posso contar muito, porque a graça está em ler. Posso dizer que tudo funciona!!!!! Diana Palmer finalmente achou a quantidade certa de cada ingrediente. Tem humor, tem perigo, tem suspense, tem drama, tem sofrimento, tem as ogrices, os remorsos, o risco de morte, as tramoias de 5ª categoria que dão certo, idas e vindas do romance, ciúme, humilhações, o desespero, a redenção, humor , o amor etc etc etc. Tem os personagens que nós já conhecemos, que amamos ou que adoraríamos amar (QUANDO VAMOS LER A VIDA DO RAFA RICK MÁRQUEZ?!), a dinâmica entre eles, que compartilham de viver na cidade e enfrentar os perigos em comunidade... Resultado: li o livro em uma tarde-noite e acordei cedo para ler as últimas páginas (se não tivesse que resolver algumas coisas, teria sido ainda mais rápido)! Se todos permanecerem assim, vou me esquecer daquelas bombas atômicas Avassalador e Coragem, e serei uma leitora fiel e não desconfiada da Titia Palmeirão!

- Além disso, este livro me fez ter uma imagem mental que NUNCA – N-U-N-C-A – imaginei que teria: trânsito em Jacobsville?! A ponto de precisar de escolta para passar mais rápido? Really?!  Ah, Jacobsville não tem TV. Olha aí, Carol, uma oportunidade imperdível de trabalho, um mercado a ser descoberto!!! Podíamos montar a programação a nossa maneira XD

- Este livro faz referência a Perigoso (que é sequência direta); cita os protagonistas de Sem Coração e mostra um casal Biscoito.  Também há leve referência a Cash Grier (sempre é bem-vindo), ao mala do Matt Caldwell (neste post) e aos integrantes da Banda Desperado (os dois primeiros livros deste post, que preciso reler para organizar). Outros detalhes, já sabem, no Romantic Girl, especializado no inacreditável e “polêmico” mundo da titia Palmeirão.


Bacci!!!

Beta

quinta-feira, fevereiro 26, 2015

Ciao!!!



Ainda dá tempo de escolher cinco livros para o Abril Imperdível!!!

Faltando poucos dias para fechar a pesquisa, alguns pontos a destacar. Resolvi dar uma parcial de como andam as disputas - claro que, sem citar, os livros envolvidos.

1) Qual série você quer que estreie no Literatura de Mulherzinha?
Temos um favorito, seguido e perto por, digamos, "uma surpersa", e com outro candidato cotado correndo por fora.
Quadro - Ainda aberto.

2) Qual série você quer ver post sobre uma das sequências?
Eu imaginei um favorito para esta categoria, mas ele está perdendo. E detalhe: o virtual campeão tem mais do dobro de votos.
Quadro - (se não houver um mialgre) tendência forte de campeão escolhido.

3) Qual dos Históricos abaixo deve aparecer no #LdM10anos?
Aqui também imaginei uma briga de foice entre dois livros, com um terceiro correndo por fora. Durante boa tarde da pesquisa, houve empate entre os dois livros que eu esperava... Mas nos últimos dias, um deles abriu uma margem de votos.
Quadro - Ainda não definido, mas bem perto de bater martelo.

4) Qual dos livros abaixo deve aparecer no #LdM10anos?
Não consegui precisar um favorito nesta categoria. Nos primeiros dias, um livro saiu na frente. Na reta final, outro tomou a dianteira.
Quadro - Indefinido.

5) Qual Nora Roberts deve estar no #LdM10anos?
Aqui eu distribuí as foices e deixei que se entendessem. É única categoria onde quatro livros estão na briga. Já houve empate e agora um terceiro livro tomou a dianteira.

Quadro - Completa, total, absolutamente indefinido.

Ou seja, seu voto vai MESMO fazer a diferença! Participe!!! 

Bacci!!!

Beta