domingo, setembro 28, 2014

Ciao!!!




Ler esta série é uma bênção para qualquer leitora e uma alegria sem fim para qualquer blogueira (apesar de um “pesar” que vou comentar no final).
E quando chega ao personagem pelo qual você espera desde o primeiro livro...

Os segredos de Colin Bridgerton – Julia Quinn – Arqueiro
(Romancing Mister Bridgerton – 2002 – Harper Collins)
Personagens: Penelope Featherington e Colin Bridgerton

Penélope não tinha esperanças. Aos 28 anos, era oficialmente uma solteirona, status que a livrou de vários momentos constrangerdores. No entanto, uma coisa não mudou: o amor platônico que sentia por Colin Bridgerton, o irmão de sua melhor amiga e o mais bem humorado da família que a protegia do bullying das pessoas populares da sociedade. E ele tinha acabado de retornar a Londres após mais uma viagem, sem previsão de quanto tempo ficar. Até Colin perceber que as coisas não eram mais as mesmas... e ficar curioso em descobrir muito por trás disso.

Comentários:

- Eu já tinha ótimas expectativas sobre Colin, o Bridgerton #3, “bem humorado e encantador”. Afinal de contas, já tinha vivenciado interações deles com os protagonistas dos outros livros. A irmã Daphne, com quem era mais próximo em idade (apenas 1 ano de diferença) e os pitacos nas histórias dos irmãos Anthony e Benedict. Sendo que em “Um perfeito cavalheiro”, Colin passa por uma daquelas situações constrangedoras além da conta (com a qual você se identifica porque todo mundo já passou por um perrengue semelhante). As consequências desta cena aparecem aqui, entre os vários pontos do “relacionamento” dos dois personagens, que passa da amizade para o amor.

- Penélope tinha sido uma das meninas invisíveis desde a primeira temporada. A alta sociedade não perdoa quem não está no padrão de beleza. Penélope foi apresentada quando estava acima do peso e, para piorar, se tornou vítima das escolhas de cores infelizes da mãe, que nunca a favoreciam. Após anos sendo vítima do deboche dos “populares” e da “pena” e afeição dos Bridgertons, ela não conseguiu um pretendente e a mãe já vislumbrava o futuro de tê-la ao lado na velhice (e não por amor). O que falta de graça e beleza (para os padrões bocós da alta sociedade inglesa), não falta em esperteza e inteligência. Tanto que Penélope é a única jovem a quem a temida Lady Danbury respeita. No entanto, nem isso compensa porque algumas cicatrizes que o patinho feio ganhou pela vida social não somem facilmente. E desde a adolescência, ela era apaixonada por Colin, um dos irmãos de Eloise, a melhor amiga. Mas para ele, ela era apenas o objeto de uma afeição quase fraternal que, às vezes, beira a pena pela vida à margem de onde as favoritas e favoritos sociais brilhavam.

- No entanto, após retornar da mais recente viagem, Colin estava em um estado de espírito inesperado. Ele se sentia insatisfeito, como se precisasse de algo que ainda não houvesse identificado o que era. Ver a felicidade conjugal de quase todos os irmãos, ser pressionado pela mãe a ser o próximo a se casar não o ajudavam neste momento de dúvidas. E rever Penélope em momentos onde foi forçado a ter um novo olhar para com ela também não ajuda.

- Para agravar, Lady Danbury lança o desafio de propor uma caçada à misteriosa Lady Whistledown, prometendo um prêmio para quem revelasse a identidade da famosa colunista social que há anos brindava a sociedade com um olhar crítico e agudo sobre o que havia de melhor e de pior nela. Todos se tornam suspeitos e as consequências passam a ser imprevisíveis.

- É um livro charmoso, divertido, que mostra em momentos delicados, engraçados e tocantes como as pessoas sempre podem ser mais do que aparentam, para bem ou para mal. E que os patinhos feios merecem mais que sonhar, encontrar os príncipes encantados que os complementem. E que os príncipes encantados nem sempre são a solução para todos os problemas, mas podem ser mais que companheiros para quem vivia na solidão e nas sombras. Além disso, eu duvido que alguém não gostaria de entrar para a família Bridgerton que sempre nos encanta com sua dinâmica entre mãe e filhos, irmãos mais próximos em idade, irmãos mais distantes em idade, irmãos casados ou não. Este livro é uma delícia de ler.

- É uma overdose de fofura, como todos merecemos em nossas vidas, especialmente em semanas difíceis. Eu sabia que tinha motivos para gostar do Colin e minha intuição não se enganou. Ao lado do Benedict, ele é meu irmão favorito. Amo os dois por igual por motivos diferentes, detalhes que os tornam especiais. Ah, e não fui a única. O livro causou uma crise hardcore de piriguetagem da 3ª idade – siiiiim, #madrehooligan falou sem parar sobre todas as virtudes do Colin em um dia que cheguei do trabalho praticamente disposta a desabar na minha cama e ficar por lá por dias. Ela quer Colin pra ela! Ah, quer um Benedict também. O Anthony ela não quis porque achou muito sério (eu diria que o filho mais velho sempre se lasca, desde o Antigo Testamento, mas era um daqueles dias que não tinha força nem pra argumentar e achei melhor desistir de discutir...). Enfim, que venha a Eloise (só em 2015, segundo publicação nas redes sociais da editora!!!)...

... e eis aqui o momento do pesar. Mais uma vez me estressei para comprar o livro (aconteceu o mesmo com Bem-casados e como contei em janeiro, com Álbum de Casamento). Comentei isso com algumas amigas e vou expressar aqui a minha opinião. Como legítima escorpiana, tenho como meta de vida não fazer promessas que não posso cumprir. Em todo canto das redes sociais, o lançamento do livro estava prometido para 5 de agosto. Pergunta se tinha nas lojas (e eu fui à Leitura e à Saraiva, porque não sou muito fã de comprar pela internet – só recorro a isso nos casos onde não há outra opção)? Nem sombra. A previsão era de chegar em até 15 dias, que também não se cumpriu! Só apareceu depois, praticamente no fim do mês. Oi? A Rosana conversou na editora durante a Bienal e soube que também há parcela de culpa das livrarias. O problema é: e eu, como fico (além da cara de tacho)?

Por isso, eu queria pedir para as editoras e livrarias entrarem em um acordo e só prometerem o que vão cumprir. Porque ao não entregar na data prometida, além de causar estresse nos vendedores e raiva nas clientes, ainda gera o desencontro. Quando consegui comprar o livro do Colin, só havia dois no estoque. Um veio para casa comigo. Grandes chances de alguém ter sobrado nesta “dança das cadeiras”. E eu, acho que aprendi direitinho a minha lição!


Eis a lista completa da série Bridgertons, com o nome de cada irmão protagonista. À medida que os livros forem publicados, atualizo com os respectivos cônjuges.

1. The Duke and I (2000) - O Duque e Eu – Daphne Bridgerton e Simon Basset
2. The Viscount Who Loved Me (2000) – O Visconde que me amava – Anthony Bridgerton e Kate Sheffield
3. An Offer from a Gentleman (2001) – Um perfeito cavalheiro – Benedict Bridgerton e Sophie Beckett.
4. Romancing Mr. Bridgerton (2002) – Os segredos de Colin Bridgerton – Colin Bridgerton e Penelope Featherington.
5. To Sir Philip, with Love (2003) – Para Sir Philip, com amor* - Eloise
6. When He Was Wicked (2004) – O conde enfeitiçado * - Francesca
7. It's in His Kiss (2005) – Um beijo inesquecível* - Hyacint 
8. On the Way to the Wedding (2006) – A caminho do altar* -  Gregory
* De acordo com a cronologia publicada no livro, os títulos são provisórios.


Bacci!!!

Beta 

sábado, setembro 27, 2014

Ciao!!!



Não me lembro de ter lido nada da autora. E se ela escrever todos assim, tem tudo para virar figurinha carimbada no Literatura de Mulherzinha. Sempre há lugar aqui em casa para livros que conseguem misturar com elegância vários elementos que eu adoro...

Minha Dupla Vida – Joanne Rock – Flor da Pele 10
(My Double wife – 2013 – Harlequin Blaze)
Personagens: Courtney Masterson e Trey Fraser

De dia, Courtney era uma analista financeira, séria, competente e muito tímida. Mas havia um lugar onde ela poderia encontrar uma autoestima inesperada em si mesma: na aula de pole dance. E por ser uma aluna aplicada, fez um favor para a professora, que acabou mudando a vida dela. Trey estava em meio a uma guerra familiar com um pai dominador. Ao entrar naquele clube, não esperava se encantar pela dançarina e localizá-la se tornou algo fundamental para sua vida.

Comentários:

- A dupla vida a que o título se refere na verdade é um olhar sobre o desabrochar da personalidade da Courtney. A menina que cresceu pressionada por problemas de timidez e por nunca satisfazer a expectativa de perfeição da mãe finalmente encontrou lugares onde poderia mostrar seu talento. O primeiro é a capacidade de análise financeira, onde ela demonstrava inteligência, apesar de querer ficar nos bastidores e não na linha de frente, lidando com os clientes. O segundo era na aula de pole dance. Que começou como uma brincadeira, mas agora servia para mostrar a ela mesma como se tornar uma pessoa mais segura e confiante.

- Ao substituir Natalie em um show, ela conheceu, provocou e se encantou por Trey Fraser que estava no local a trabalho de promoção de um ator da agência de talentos dele. Ele não esperava ficar embasbacado pela sedução da dançarina no palco. Encontrá-la se juntou às metas dele, que também incluíam provar ao pai que ele não era mais um garoto fácil de ser intimidado.

- Temos então duas pessoas que sabem o que é lidar com a sensação de não serem aceitas pelo que são e de nunca alcançarem esta expectativa imposta pela família. Temos duas pessoas que estão lidando – por bem ou por mal – com mudanças em vários setores familiares. Temos duas pessoas que têm segredos que não gostariam de ver revelados, por causa das consequências. Temos duas pessoas a quem o amor faria muito bem, mas que ele não virá tão fácil assim.

- E ainda de quebra temos humor, sensualidade, romance, muitas faíscas explodindo entre o casal. Inteligente e sexy sem ser vulgar. Eu amo por histórias bem escritas. Esta podia ser inspiração para outros lançamentos, não apenas no selo Flor da Pele. Eu não reclamaria.

- Links: Goodreads autora e livro; site da autora.

Bacci!!!

Beta

domingo, setembro 21, 2014

Ciao!!!



O histórico de setembro tem muita coisa para falar. E quando eu digo, muita coisa, acredite. Até agora estou tentando entender como a autora conseguiu fazer caber tanta coisa em 280 páginas.
Fora que a capa – mais uma vez, pausa para reflexão sobre a qualidade da imagem – me remeteu outro período histórico nada a ver com o da trama. Aliás, pontos para a capa brasileira por ter aproximado o foco do moço - afinal de contas ele é o protagonista do livro - e diminuído as letras. A gente agradece :)

O campeão de Lady Isobel – Carol Townend – Harlequin Históricos 148 (Medieval)
(Lady Isobel’s Champion – 2013 – Mills & Boon Historical Romance)
Personagens: lady Isobel de Turenne e Lucien Vernon, Conde D’Aveyron

Isobel foi prometida em casamento aos 11 anos para Lucien. Nove anos depois, finalmente ela foi chamada para que o acordo fosse cumprido. Só que no caminho deles há algumas complicações um roubo de uma relíquia religiosa, o fato de ela ter segredos para esconder dele e pressentir que ele também guardava as coisas dela. A principal era o motivo de ter demorado tanto em buscá-la no convento para casar. E o fato de que um não era – aliás, estava muito longe de ser – o que o outro esperava também contribuiu para aumentar a confusão. Afinal de contas, quem disse que a jornada rumo ao amor é moleza?

Comentários:

- Então, a Isobel deveria ter apresentado um tutorial para a pobre Dominique. A Isobel foi prometida em casamento aos 11 anos para o Lucien, que tinha 15. E esperou tanto tempo que várias meninas saíram, se casaram, morreram, tiveram filhos e ela continuava esperando pelo noivo. Nove anos depois, finalmente, foi retirada do convento. E a partir daí, nada aconteceu do jeito que ela esperava. O noivo não correspondia ao que ela imaginou, nem se dignou a explicar porque demorou tanto. E pior: queria que ela fosse uma noiva “sim, meu amo e senhor”, quase como os integrantes do grupo de guerreiros que ele comandava. Ah, tá. Senta lá, Lucien.

- Durante um bom tempo, por uma decisão errada, a vida de Lucien acabou não sendo controlada por ele, mas pelas consequências. Agora, finalmente, ele achou que poderia assumir as rédeas do destino, tendo ao lado uma esposa calma, serena e controlada. Ops, mas logo de cara, Isobel mostrou que era tudo menos isso. Diante de uma criatura impulsiva, que se recusa a obedecê-lo, como uma boa esposa faria. Mas os ajustes necessários ao relacionamento dos dois teriam que esperar porque vários outros problemas estão acontecendo e Lucien não pode deixar a situação piorar – e creiam, ela pode ficar pior.

- Isobel foi treinada e educada para ser uma boa esposa. E encontrou dificuldades em cumprir a missão porque o castelo estava longe do ideal para um ser viver nele, quanto mais a esposa do conde. Além disso, boatos davam conta de que o marido que ela esperou por tantos anos para ter vivia apenas na fantasia dela. O homem de carne e osso escondia segredos, não entendia fatos que eram relevantes para ela e queria dar ordens e que fossem obedecidas sem contestação. Se ela também não tivesse alguns segredos guardados, até poderia jogar a culpa de tudo nele. O fato é que de tão semelhantes em suas teimosias, Isobel encontrou em Lucien um campeão à sua altura.

- Meu único senão é que a autora desenvolve duas tramas paralelas às idas e vindas do casal turrão protagonistas. Em uma, achei o final condizente. No entanto, na outra, me perdi sobre o que aconteceu e as motivações dos envolvidos. Poderia ter explicado com mais calma e clareza.

- O livro faz parte de uma série da autora, chamada “Os Cavaleiros de Champagne”, a região no norte da França que ficou famosa por produzir o espumante do mesmo nome (na verdade, se li bem em algum lugar, é o único lugar do mundo onde o espumante pode ser chamado de champagne). Os outros dois protagonistas, Sir Arthur Ferrer e lorde Gawain Steward, Count of Meaux, já foram mencionados neste primeiro livro.

Série “The Knights of Champagne”:
1 - Lady Isobel’s Champion - O campeão de Lady Isobel - lady Isobel de Turenne e Lucien Vernon, Conde D’Aveyron
2 - UnveilingLady Clare – publicado lá fora em janeiro de 2014 – lady Clare e Sir Arthur Ferrer
3 - Lord Gawain's Forbidden Mistress – previsto para março 2015 (lá fora) – Elise Chantier e lorde Gawain Steward, Count of Meaux

- Links: Goodreads livro, série e autora; site da autora livro e série.

Bacci!!!

Beta

ps.: Eu fui a única pessoa a olhar para a capa, ignorar aquele "Medieval" escrito ali e pensar nos seriados tipo Spartacus e Roma? (esta foi a confusão que mencionei ter feito lá no início)

sábado, setembro 20, 2014

Ciao!!! 



O segundo livro da trilogia é sobre o irmão do meio. Aquele que tinha jurado nunca se render ao casamento.
Tem gente que pede, de joelhos, pra queimar a língua, né?

Conquista Fatal – Carole Mortimer – Paixão 383 (Os diabólicos D’Angelos 2/3)
(A prize beyond jewels – 2014 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Nina Palitov e Raphael “Rafe” D’Angelo

Rafe era o aparente playboy dos três irmãos D’Angelo e estava muito satisfeito com a condição de solteiro e sem vontade nenhuma de ter um compromisso... até o dia em que não só conheceu Nina Palitov, mas foi surpreendido por ela. A superprotegida filha de um milionário recluso era a responsável pela montagem da exposição das joias do acervo da família e Rafe tinha sido incumbido de deixá-la feliz. E todas as ideias que passaram pela mente dele deixariam ambos felizes e muito ocupados... Talvez por muito mais tempo que ele poderia prever...

 Comentários:

- A autora foi muito feliz ao escolher a mulher que iria quebrar as convicções de solteirice eterna de Rafe. Nina é uma personagem interessante, com uma história mais complexa que a toada “quero-não-quero” que tanto me estressou em Bryn. A família Palitov tem um segredo, que nem ela sabe totalmente, e paira sobre toda a vida dela, inclusive a relação com o pai, Dmitri, que a superprotegeu. Agora ela tinha a missão de cuidar da exposição das joias da família na galeria Archangel de Nova Iorque. E para isso lidar com o homem que tinha causado nela uma forte impressão à primeira vista e a quem ela tinha surpreendido.

- As pistas do caminho da trama de Rafe apareceram em uma conversa entre ele e Gabriel no primeiro livro, quando ele manifestou a intenção de não se apaixonar e o irmão disse que seria muito divertido vê-lo quebrar a cara. Boca santa a do Gabriel, porque não levou muito tempo. E foi ao conhecer uma garota totalmente diferente do padrão com o qual ele sabia lidar magistralmente. Nina era articulada, bonita, desafiadora, com um pai poderoso e cercada por guarda-costas. A partir disso, temos apenas Rafe perdendo a cabeça por uma mulher que não age como ele quer, deixando-o ao ponto de quebrar o próprio juramento ao entender que chegou a hora de amadurecer e de buscar uma felicidade um pouco mais concreta.

- Vai ser fácil? Não. Vai ser muito confuso. Pela primeira vez, um personagem acostumado a ter o controle, vai se ver livre dele, mesmo quando tenta recuperá-lo. A situação que faz a trama andar não depende dele, que não está acostumado – mal de família – a ficar na plateia vendo as coisas acontecerem. Mas essa é a jornada de Nina e Dmitri, ao mesmo tempo, a lição que Rafe precisa aprender. Gostei mais que o primeiro livro, porque apesar da trama não ser tão elaborada, não temos chove-não-molha e as coisas acontecem, graças a Deus. Nina e Rafe nasceram um para o outro, só precisam ajustar umas coisinhas sobre isso.

- O prólogo deste livro é muito bom, com a reunião dos três irmãos, sendo um muito nervoso, outro no modo provocador irreverente e o terceiro tentando apaziguar as coisas. E aquela cena eterna sobre ouvir a mãe te chamando pelo nome completo... Segura na mão de Deus e vai. Mesmo se for um D’Angelo.

Trilogia “Os diabólicos D’Angelos 1/3”
Negócio Arriscado – Paixão 381 – Bryn Jones e Gabriel D’Angelo
Conquista Fatal – Paixão 383 – Nina Palitov e Rafe D’Angelo
Plano Ousado – Paixão 385 – Eva Foster e Michael D’Angelo


Bacci!!!

Beta

quarta-feira, setembro 17, 2014

Ciao!!!



Eita, que a lista de lançamentos do Grupo Editorial Record veio recheada neste mês. Tem para todos os gostos. Fiz uma seleção dos que mais me chamaram a atenção. Olhem só!


ENCONTROS NO PARQUE, de Hilary Boyd
UM ROMANCE SENSÍVEL E COMOVENTE SOBRE AMOR E SEXO NA TERCEIRA IDADE

Em mais de trinta anos de casada, Jeanie sempre foi uma esposa amorosa e mãe dedicada. E agora é avó –  com muito orgulho. Ela se considera feliz, apesar de George, o marido, ter passado a dormir em outro quarto há vários anos, sem lhe dar qualquer explicação. 
Certo dia, enquanto leva a neta para passear no parque, Jeanie conhece Ray, que está ali também na companhia do neto. Ray parece ser tudo o que George não é: compreensivo, bom ouvinte, alguém com quem ela consegue se abrir e sexy. 
De repente, Jeanie se sente atraente de novo e, sem querer, apaixona-se perdidamente. Ela sabe muito bem que sua nova paixão ameaça tudo o que construiu ao longo dos anos, mas sente que vai ser difícil abrir mão dela. Será que Jeanie teria a coragem necessária para mergulhar no turbilhão de um novo romance e de uma paixão avassaladora a essa altura da vida?

A VIAGEM DE CEM PASSOS, de Richard C. Morais 
UMA INCRÍVEL JORNADA CULINÁRIA E EXISTENCIAL, DA EXÓTICA ÍNDIA À SOFISTICADA PARIS

Desde pequeno, Hassan Haji viveu em meio ao caos e às alegrias da cozinha. Contudo, quando uma tragédia abala os Haji e os obriga a abandonar uma Índia truculenta, eles buscam refúgio em Londres. É lá que Hassan começa a sentir os efeitos da puberdade e descobre uma incrível diversidade de pessoas e palavras, dos mais variados lugares. Porém, novos problemas surgem e o turbulento clã acaba estabelecendo-se na pacata cidade de Lumière, nos Alpes franceses. A casa escolhida como residência e para o novo restaurante seria perfeita para o sucesso, não fosse um pequeno detalhe: localiza-se em frente ao Saule Pleureur, um tradicional restaurante francês, comandado por ninguém menos que Madame Mallory. A chef, conhecida por seus ideiais conservadores, não gosta nem um pouco da ideia de ter como vizinho o agitado e confuso estabelecimento indiano dos Haji. Ela, entretanto, sabe reconhecer o talento e logo percebe que o jovem Hassan é, na verdade, um gênio culinário, e decide tê-lo como seu pupilo.

DRINQUES PARA TRÊS, de Madeleine Wickham 
SEGREDOS, MENTIRAS E UMA BOA DOSE DE ESCÂNDALO EM UMA HISTÓRIA NO ESTILO DE SEX AND THE CITY

Inteligentes e bem-sucedidas, todas trabalham para a mesma revista em Londres e, uma vez por mês, se encontram em um bar para colocar o papo em dia. Mas, apesar de saber que podem contar uma com a outra, preferem guardar certos segredos a sete chaves. 
A bela Roxanne há anos mantém um relacionamento com um homem casado; a competente Maggie de repente se vê prestes a assumir uma função para a qual não se julga preparada; e a doce Candice, da noite para o dia, resolve que precisa prestar contas com o passado. 
Só que o que Candice não imagina é que essa resolução vai dar início a uma série de acontecimentos que poderão abalar para sempre a amizade das três.

POR ONDE VOCÊ ANDA, de Mary Higgins Clark 
DA AUTORA QUE JÁ VENDEU MAIS DE 80 MILHÕES DE EXEMPLARES NO MUNDO

Mesmo após dez anos, o sumiço de Charles MacKenzie Jr., mais conhecido como Mack, permanece um mistério. Curiosamente, no entanto, ele liga todos os anos para casa, sempre no Dia das Mães, para assegurar à família que está bem. 
Após um longo período de angústia, sua irmã, Carolyn, resolve descobrir seu paradeiro. Mas na manhã seguinte em que declara para o irmão sua intenção de localizá-lo a qualquer custo, ela recebe uma mensagem rabiscada em uma tira de papel em que Mack a avisa para não procurá-lo.
Apesar do misterioso bilhete, Carolyn vai em frente e segue todas as pistas que ele possa ter deixado. Mas, enquanto persegue os rastros do irmão, ela precisa encarar a possibilidade de ele ter se tornado um serial killer e sua apaixonada busca pela verdade a levará a um confronto mortal com alguém muito próximo.

QUARTOS FECHADOS, de Care Santos 
PERSONAGENS REAIS E FICCIONAIS SE MISTURAM E ENTRELAÇAM SEUS DESTINOS 

Na agitada e fascinante Barcelona no início do século XX, Maria del Roser Golorons, a matriarca de uma das famílias mais importantes da cidade, prepara a mudança dos Lax para sua nova residência. A belíssima mansão, vizinha do então incipiente Paseo de Gracia, está destinada a se tornar a zelosa guardiã de vidas dominadas por ambição, segredos inconfessáveis e paixões ocultas. Violeta Lax, no início do século XXI, segue para Barcelona para ver o afresco pintado pelo avô, Amadeo Lax, em seu local original, na mansão da família. É sua última chance de fazê-lo, pois logo a residência será transformada em um biblioteca pelo governo da cidade. Porém, durante as obras de transferência do retrato, uma pequena despensa é descoberta atrás do mural e, no interior dela, um cadáver é encontrado.
É o início das investigações de Violeta, estimulada a montar o intrincado quebra-cabeça que é a história dos Lax, em um enredo instigante construído com maestria.

BOA NOITE A TODOS, de Edney Silvestre 
NOVO LIVRO DE EDNEY SILVESTRE, AUTOR DO PREMIADO SE EU FECHAR OS OLHOS AGORA

Maggie, a protagonista da novela e da peça que compõem Boa noite a todos, é uma dessas personagens que ganham vida a partir das páginas do livro. A convivência com seu drama – o de uma mulher cuja memória começa rapidamente a se esfacelar – é um profundo e emocionante aprendizado sobre a alma humana. Maggie conheceu na Europa dos anos 1960 e 70 a liberdade que os anos de chumbo tolhiam no Brasil de então. Essa liberdade teve, no entanto, como revés, a ausência de uma terra firme à qual se prender. Marcada pelo destino dos expatriados, ela enfrenta agora a perda do pouco que lhe resta de identidade: a lembrança dos deleites e dos infortúnios de uma existência intensa. 
Boa noite a todos representa mais um patamar no edifício literário em que Silvestre abriga e situa a geração que se formou sob as grandes transformações políticas e sociais da segunda metade do século XX. 

A SUA PLAYLIST PODE MUDAR SUA VIDA, de Galina Mindlin, Don DuRosseau e Joseph Cardillo 
O PODER DA MÚSICA NO COMBATE À FRAQUEZA DA ALMA 

Todos nós já passamos por momentos difíceis na vida. O que muitos não sabem, no entanto, é que a música pode ser tão poderosa quanto remédios — muitas vezes nocivos — para conseguir superar os problemas. Sua playlist pode mudar sua vida ensina aos leitores como personalizar suas playlists para uma receita de bem-estar que não provoca efeitos colaterais. Tudo que se deve fazer é escolher as canções favoritas que se adequam a cada tipo de meta desejada — aliviar a ansiedade, ficar mais atento, afiar a memória, organizar o cérebro e muito mais. Reunindo o amplo conhecimento dos autores nas áreas de neuropsiquiatria, neurofisiologia, neurociência cognitiva, psicologia e medicina clínica, este livro é o resultado de um método cientificamente comprovado e exposto de maneira simples, interessante e didática para todos aqueles que desejam melhorar suas vidas através do poder da música — não importa qual seja o seu estilo. 

UM AMOR DE CINEMA, Victoria Van Tiem 
QUE GAROTA NUNCA SONHOU COM UM AMOR COMO O DAS COMÉDIAS ROMÂNTICAS DO CINEMA?

Neste irresistível romance, Kenzi Shaw, uma designer fanática por filmes, é lançada nas águas turbulentas do amor — ao estilo de Hollywood — quando seu lindo ex-namorado lhe propõe uma série de desafios relacionados a comédias românticas para reconquistar seu coração. 
Que garota não gostaria de vivenciar a cena das compras de Uma linda mulher? É o desafio número dois da lista. Ou tentar fazer os passos de dança de Dirty dancing? É o número cinco. Uma lista, dez momentos românticos de filmes e várias aventuras depois, Kenzi se pergunta: ela deve se casar com o homem que sua família adora ou arriscar tudo por um amor de cinema?


Mais sobre estes e os outros lançamentos, visite o Facebooko Instagram e o site da editora, além de segui-los no Twitter!!!

Bacci!!!

Beta